Em 2014, cerca de 15,7 milhões de pessoas acima de 18 anos tiveram pelo menos um episódio depressivo no ano anterior nos Estados Unidos. Este número representa 6,7% da população adulta, de acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental.

A depressão é uma doença mental grave que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Contraditório ao pensamento popular, os sintomas de depressão não se limitam ao sentimento de tristeza. De fato, a doença engloba uma série de sintomas que afetam a sua rotina diária.

Um dos aspectos essenciais para a compreensão da depressão é que nem todos podem experimentar os mesmos sintomas. A depressão é uma doença enigmática, e nem a mente dos mais brilhantes médicos podem compreende-la de forma satisfatória. Esta doença é muito individualista e seus sintomas podem não aparecer, dependendo de cada pessoa e sua química do cérebro.

No entanto, algumas pessoas podem ter somente um sintoma, enquanto outros podem experimentar mais de um. Da mesma forma a duração pode variar de aguda (curto prazo) para crônica (período de tempo). As pessoas podem experimentar episódios depressivos curtos ou longos.

foto 1

Aqui está uma lista dos sintomas mais comuns desta doença que pode levar a um fim trágico.

  1. sentimentos contínuos de tristeza

A tristeza ocasional é geralmente temporária e efêmera. Mas quando se torna frequentemente sofrer de sentimentos inexplicáveis de tristeza isto se torna um indicador de depressão. Profissionais médicos acreditam que uma falha do neurotransmissor serotonina é o culpado pela tristeza contínua que acompanha a depressão continuamente.

  1. Perda de interesse

Muitas pessoas que sofrem de depressão perdem o interesse em hobbies ou atividades realizadas antes do início da depressão. Esta doença tem uma maneira diabólica de mascarar os verdadeiros sentimentos em atividades que antes realizavam motivados. Aqueles que experimentam este sintoma normalmente têm sentimentos de apatia em relação as atividades que uma vez criavam alegria os fazendo não encontrar mais maneiras de desfrutar dessas atividades.

  1. alterações de peso contínuas

Este sintoma pode ser experimentado de duas maneiras: seja pela perca de apetite ou pela fome excessiva que o faz comer constantemente. Além disso, existem outros que, em sua minoria, ganham ou perdem peso de forma não intencional de forma superior a 5% do seu peso em apenas um mês.

  1. Insônia ou excesso de sono

Como os sintomas anteriores, eles vão experimentar um dos extremos: sono excessivo ou insônia.Uma vez que esta doença manipula a atividade química do cérebro, incluindo as regiões que controlam os ciclos de sono, felizmente existem medicamentos que podem controlar esse sintoma.

  1. fadiga

Uma falta inexplicável de energia é outro sintoma comum da depressão. Aqueles que sofrem de depressão têm alterado o seu ciclo de sono o que afeta a sua produção, uma vez que eles acabam dormindo demais ou muito pouco para o corpo descansar o suficiente.

  1. A falta de concentração

Atividades cognitivas também são seriamente prejudicadas pela falta de sono (ou excesso), também por causa dos danos causados pela química do cérebro, de modo a que a concentração seja afetada, assim como a capacidade para pensar claramente.

  1. pensamentos suicidas

Aproximadamente 60% das pessoas com depressão têm pensamentos suicidas, dos quais 15% vem de cometer o mal contra si mesmo. Geralmente, aqueles que idealizam o suicídio têm baixos níveis de auto-estima.

  1. abuso de substâncias

Abuso de drogas e álcool são frequentemente utilizadas como um mecanismo de fuga para aqueles que sofrem de depressão. Infelizmente, eles precisam de algo para aliviar os pensamentos contínuos. Portanto, eles tendem a se tornar dependente dessas substâncias para se distrair.

Compartilhe com seus amigos do Facebook.

ImagensNotagram