Na série Star Wars, os Jedis são seres especiais que possuem, dentre outros poderes, a capacidade de convencer mentes fracas a seguirem seus comandos através da força da mente. Quem nunca desejou ter esse super poder?

Pois um estudo divulgado no site NCBI  realizado por pesquisadores da Universidade de McGill, Canadá, revelou  que é completamente possível realizar essa proeza na vida real. E o segredo não está na força da mente e sim da voz.

r2d2

O estudo foi realizado testando várias entonações de voz que foram classificadas como neutra, não confiante, quase confiante e confiante. As pessoas que ouviam as frases estavam passando por eletroencefalograma – processo que analisa a atividade cerebral a partir das correntes elétricas enquanto ouviam as vozes.

Os resultados revelaram que 0,2 segundo é o tempo que uma pessoa demora para classificar se alguém está sendo ou não confiante. A partir daí o cérebro ainda faz mais algumas seleções para saber se acredita naquilo ou não que no fim das contas duram apenas 0,6 segundo.

Quando a voz é julgada como pouco confiante no primeiro pico, a atividade cerebral passa a ser muito pequena, porque o cérebro simplesmente para de prestar tanta atenção nas afirmações inseguras. Na visão dos pesquisadores, foi por isso que a Rey demorou tanto para conseguir que o guarda libertasse, em O despertar da Força, não habituada as seus talentos, só conseguiu o feito quando pôs mais segurança na voz.

Rey

Depois de todo o estudo, os pesquisadores dão o tutorial para manipular a mente das pessoas como a Força Jedi:

  1. Fale com uma voz o menos ajuda possível com volume médio;
  2. Não aumente muito o tom, o ideal é que ela se assemelhe a do seu interlocutor;
  3. Sua fala deve ser rápida, mas clara, sem tropeçar nas palavras, pois isso demonstra insegurança;
  4. Mantenha a respiração tranquila, para passar segurança.

Parece simples, não é? Mas nem todos conseguem, por isso não existem tantos Jedis por aí.