Depois deste post, você não vai querer entrar mais no mar, mas fique tranquilo, afinal estas criaturas habitam as profundezas dos oceanos, onde só é possível alcançar com um equipamento de ponta, e olha lá ainda.

Imagine presas. Agora garras. Ferrões e aspectos nada agradáveis. E junto todos em um, variando um pouco. Foi isso que a Natureza fez ao criar esses monstros e o que é mais surpreendente, é que alguns podem existir desde os tempos pré-históricos! Confira:

Isópodo gigante

isópode

É a barata dos mares e é também um dos maiores de seu gênero, o Bathynomus, além disso, é parente de camarões e caranguejos.

Tubarão boca-grande

tubarão

O nome e a imagem dizem tudo, este tubarão pode chegar a 5 metros de comprimento e 750 kg.

Peixe-ogro

peixe ogro

Este vive realmente nas profundezas dos oceanos e além, tão fundo que nem mesmo a luz do sol consegue chegar, por isso, ele é praticamente cego.

Peixe-víbora

víbora

Muito semelhante ao anterior, mas com o corpo mais alongado e presas menores e com a capacidade de produzir luzes, o peixe-víbora é um dos predadores mais ferozes do abismo dos mares.

Granadeiro

granadeiro

Percorrem o leito dos mares, pouco acima do fundo do mar, em busca de presas vivas ou mortas, sua aparência não é muito agradável, e seu cheiro é pior ainda.

Pelicano enguia

pelicano

Este peixe pode chegar até 80 cm de comprimento e possui ainda um órgão luminoso na ponta da cauda.