Se você fuma e está desempregado ou se passou a fumar porque perdeu o emprego é melhor repensar seus hábitos. Segundo pesquisadores da Universidade Stanford, os fumantes tem maiores dificuldades de conseguir uma nova colocação no mercado e pior, tendem a receber salários menores.

cigarro e emprego

A pesquisa analisou 217 pessoas que perderam o emprego, e conclui que quem não fuma tem uma chance 30% maior de conseguir um novo trabalho do que os fumantes. Mesmo considerando outros fatores que também afetam na empregabilidade, como gênero, antecedentes criminais e moradia estável as chances dos fumantes se recolocarem no mercado de trabalho ainda era 24% mais difícil.

entrevista

Além de terem mais dificuldade de conseguir um novo emprego, os pesquisadores identificaram que o salário dos fumantes é, em média, 5 dólares a menos por hora trabalhada. Em um ano isso representa aproximadamente 8 mil dólares de prejuízo.

Uma das explicações encontradas por esse “preconceito” na hora da contratação é o alto custo que esses funcionários podem representar para a empresa pois o hábito de fumar é associado a maiores gastos com saúde, improdutividade e absenteísmo (aquela saidinha para fumar durante o horário de trabalho), sem contar a disposição reduzida em caso de esforço físico.

Portanto, se você fuma e não pretende largar o vício, segure o seu emprego porque nesses tempos de crise está cada vez mais complicado.

Fonte: Super Interessante

Fonte(s)Super Interessante